terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Cabernet Sauvignon – a rainha das uvas tintas!


Com origem na região Bordeaux (sudeste de França), a Cabernet Sauvignon tem se imposto como a rainha das uvas tintas. Apesar da sua origem francesa, podemos encontra-la difundida pelo mundo sobretudo em zonas mais temperadas e quentes. Foi nos anos 70 que se tornou uma casta internacional depois de descoberta a sua versatilidade. Em 1996, foi reconhecida como um cruzamento entre Cabernet Franc e Sauvignon blanc pela Universidade da Califórnia. A par da Merlot, a Cabernet Sauvignon é a variedade mais plantada do mundo! 

Que vinhos produz?

De cor profunda, taninos bem presentes e ligeira acidez, proporciona vinhos com aromas complexos como ameixa, cereja, amora, cassis, especiarias, menta e eucalipto. Em climas mais frios podemos encontrar também pimento. Quando envelhecidos em madeira, os aromas de baunilha e café surgem usualmente. A característica de destaque desta casta é a sua capacidade de envelhecimento devido ao teor elevado de taninos. Quando amadurecida em carvalho, proporciona vinhos complexos, de guarda com grande longevidade! É assim uma casta muito utilizada na criação de vinhos nobres de topo de gama.

Onde encontramos em Portugal?

Apesar do contágio mundial, Portugal integrou esta casta de uma forma mais controlada e sem grandes histerismos. Podemos encontrá-la nas regiões do Alentejo, Setúbal, Bairrada e Tejo, na maioria das vezes em blends com castas autóctones. A touriga nacional e o aragonês são geralmente parceiros nos seus blends.


Apesar dos grandes tintos, a Cabernet Sauvignon também já permitiu a criação de rosés, brancos e espumantes como os israelitas. É vulgarmente mencionada como a casta perfeita para acompanhar carne. Atualmente é a uva tinta mais avaliada na Wine Spectator, e está bem presente nas listas dos melhores vinhos. Indubitável a grandeza desta casta!


Sem comentários:

Enviar um comentário